SANDRA OLIVEIRA - ESTETICISTA, CABELEIREIRA E PERSONAL CARE VALMARI

"Os verdadeiros vencedores na vida são pessoas que olham para cada situação com a esperança de poder resolvê-la ou melhorá-la."

Barbara Pletcher

25/07/2014

secador e suas Funções

QUENTE, FRIO OU MORNO?

Se a intenção é apenas secar o cabelo, use jato frio ou morno que retiram a umidade sem agredir a fibra capilar.Cabelos molhados têm a escama aberta e as altas temperaturas podem queimar a estrutura interna do fio, danificando-o. O jato frio também é indicado para finalizar escovas e chapinhas porque forma uma proteção, dá brilho, movimento e aumenta o efeito liso.O ar quente modela os fios, mas pela temperatura alta, não deve ser usado diretamente nos fios. O ideal é deixar de dez a 20 centímetros de distância dos fios e usar na cabeleira com escova que suporte o aquecimento excessivo .

O TIPO DE SECADOR TAMBÉM É IMPORTANTE PARA O RESULTADO FINAL

Escolher o melhor tipo de secador ideal para seu cabelo também é importante para um visual bonito. Os com infravermelho secam o fio de dentro pra fora, o que diminui os danos na fibra capilar protetora. Já os de íons podem ser positivos ou negativos. Os íons positivos abrem a cutícula e preparam os cabelos para receber tratamentos químicos, enquanto os negativos fazem o processo inverso, fechando-as e diminuindo o efeito do frizz.Como o calor excessivo pode fazer mal aos fios, é interessante investir em produtos termo-protetores principalmente se o cabelo for escovado mais de três vezes por semana. Além de proteger, é preciso cuidar,porque químicas e agressões externas ressecam os fios e afinam a fibra capilar.

www.belezaextraordinaria.com.br


As palavras que você usa dizem muito sobre você




O pesquisador da Universidade do Texas, James W. Pennebaker, descobriu que os pronomes, preposições e artigos podem dizer muito a respeito da personalidade das pessoas e o nosso uso das palavras por meio da linguagem oral e escrita diz muito mais sobre como somos e qual o nosso estado psicológico do que seu conteúdo. De acordo com Pennebaker a chave está nos pronomes,preposições e artigos que, embora aparentemente não tenham conteúdo, são responsáveis por metade das palavras que usamos todos os dias e, portanto, são indicadores no que prestamos atenção. O psicólogo descobriu que pessoas que mentem quase nunca usam o pronome "eu", um recurso que serve para detectarmentiras com uma precisão de 67% de acerto. Por outro lado, aspessoas depressivas abusam no uso do pronome "eu". Além disso, as estatísticas mostram que os suicidas, antes de acabar com a própria vida, haviam usado em cartas ou registros escritos as palavras "eu", "meu", "me" duas vezes mais do que o habitual e raramente usavam o pronome "nós". Em outro estudo Pennebaker mostrou que a maioria dos casaisque usam as palavras "eu" e "nós" costumam resolver melhor os problemas do que as pessoas que usam a palavra "você".