SANDRA OLIVEIRA - ESTETICISTA, CABELEIREIRA E PERSONAL CARE VALMARI

"Os verdadeiros vencedores na vida são pessoas que olham para cada situação com a esperança de poder resolvê-la ou melhorá-la."

Barbara Pletcher

08/08/2011

RECONSTRUÇÃO CAPILAR



Os cabelos sofrem constantes agressões que os deixam opacos, quebradiços e debilitados. Chega uma hora em que não há mais xampu e condicionador que devolva brilho às madeixas. Até os produtos mais específicos parecem não funcionar e os fios continuam com aquele aspecto horroroso de palha. Mas, calma, nada de arrancar os cabelos!

Os fios que precisam de reconstrução geralmente estão opacos, ásperos, ressecados, embaraçam ou quebram com facilidade. Todos os sinais devem ser avaliados por um profissional com a finalidade de indicar o reconstrutor mais adequado à situação do cabelo. No entanto, o simples fato de expor o cabelo às agressões ambientais (sol, ar condicionado, poluição) já os tornam candidatos ao tratamento de reconstrução.

A reconstrução capilar pode ser feita em todos tipos de cabelo, desde os que sofreram processos químicos, como coloração e escova progressiva, até os naturais. O ponto mais importante, em cada caso, é o diagnóstico feito pelo cabeleireiro, que vai definir a quantidade de sessões do tratamento e o intervalo entre elas, dependendo do estado dos fios.

No caso de cabelos considerados normais (saudáveis), o intervalo entre as aplicações deve ser maior. A reconstrução é indicada justamente para preservar e manter os fios na mesma condição, já que sofrem agressões diárias como exposição solar, poluição e ar condicionado, por exemplo.

Já os cabelos que sofreram alguma agressão química inevitavelmente perdem proteínas, aminoácidos, lipídios e outros nutrientes. Nesses casos, a frequência da reconstrução depende dos danos existentes nos fios, da quantidade e intensidade dos processos químicos utilizados. O número de aplicações e os intervalos entre as sessões de reconstrução podem variar de duas vezes por semana, uma vez a cada 15 dias ou uma aplicação por mês, geralmente, em caso de cabelos sem danos.

Os benefícios

Logo no início, os fios já mostram sinais de recuperação na textura. Para que o resultado seja 100%, é necessário também que seja feita a manutenção em casa, com produtos da mesma linha, para que os ativos reconstrutores permaneçam nos fios, prolongando e garantindo a durabilidade do tratamento realizado no salão.

Prevenindo danos aos fios

A realização da reconstrução capilar antes de um processo de alisamento ou de coloração, por exemplo, aumenta as possibilidades de sucesso desses procedimentos, sem danos mais graves aos fios. Esse cuidado vale também quando a pessoa for fazer mechas, luzes ou algum outro tratamento que utilize pó descolorante.

É importante aumentar os cuidados com os cabelos nesse período pré-verão para que ele entre na estação preparado para enfrentar o sol, sal e cloro da praia e da piscina. Então, vá até o seu cabeleireiro, peça para ele avaliar os seus fios e aposte na reconstrução para exibir fios lindos nas areias.

BY: Sérgio Marucci, gerente técnico da Mediterrani Professional//www.feminice.com.b

Nenhum comentário:

Postar um comentário