SANDRA OLIVEIRA - ESTETICISTA, CABELEIREIRA E PERSONAL CARE VALMARI

"Os verdadeiros vencedores na vida são pessoas que olham para cada situação com a esperança de poder resolvê-la ou melhorá-la."

Barbara Pletcher

24/07/2010

Crioterapia

Crioterapia é um tratamento indicado para lipodistrofia (gordura localizada) e flacidez. O método foi criado na França e consiste, basicamente, na aplicação de um produto crioterápico (líquido ou gel) no local em que se quer a redução de gordura. Consiste em resfriar o local, para que haja vasoconstrição e redução de temperatura.

Produz, localmente, uma reação termodinâmica provocada pela combustão dos lipídios (sejam os que circulam ou os que estão depositados nos tecidos). Ao aplicar diretamente o frio à pele, os vasos cutâneos se contraem cada vez mais, até chegarem à máxima vasoconstrição (determinada pela evaporação do produto), provocando a redução da temperatura do corpo (de 36,5°C para 30°C). Esta diminuição acarreta uma reação defensiva local (termogênica), dada pela vasodilatação profunda (compensadora da vasoconstrição periférica), provocando, assim, a aceleração do metabolismo local.

- Vasoconstrição periférica: efeito direto sobre os termoreceptores cutâneos que, assimilando a queda da temperatura, levarão aos vasos uma informação para evitar a perda de calor, o que representa prejuízo para atividade celular.

- Vasodilatação profunda: conseqüência do que ocorre superficialmente, pois tende, através da dilatação dos vasos mais calibrosos, a compensar a baixa temperatura dos tecidos, para manter a homeostase (equilíbrio) corporal.

A energia utilizada pelo nosso organismo, em grande parte, é oriunda de degradação da glicose. Nessa tentativa de compensar o diferencial calórico, é utilizado o nível da glicose plasmática (obviamente, não em sua totalidade) e, quando os níveis estiverem em queda, os mecanismos de regulação endócrina da glicemia se encarregarão de mobilizar as reservas calóricas (gordura). A crioterapia só pode ser utilizada em dias alternados. Desta forma, deve-se fazê-la apenas de 2 a 3 vezes por semana. São necessárias, no mínimo, 10 sessões para que se observem os resultados iniciais.

Contra-indicações:
É contra-indicada em casos de hipertensão arterial, diabetes, gravidez, patologias da pele, logo após as refeições, em processos inflamatórios, região dos rins, articulações, pulmões, asma e bronquite, na intolerância ao frio e durante o período menstrual. Não tomar banho até três horas após a aplicação. Não utilizar corrente galvânica junto com Gel Crioterápico (aplica-se a corrente sempre antes, para fazer a ionização de ativos específicos às alterações estéticas presentes). Não aplicar crioterapia em todo o corpo, pois causará hipotermia no cliente.

Fonte:http://www.buonavita.com.br/Procedimentos.aspx?idMenu=6&idItem=6

Nenhum comentário:

Postar um comentário